Seguir os Singles

Os Singles


Os Singles são uma banda emblemática da mítica cidade de Coimbra que interpreta temas originais, outrora celebrizados por coletivos como Pixies, White Stripes, Red Hot Chilli Pepers, The Clash, Queens of the Stone Age, entre muitos outros. São portanto o conjunto de cinco mentes brilhantes, criadoras de uma panóplia de “Singles”, entretanto roubados por outras criaturas, que se veem a destacar à custa do talento destes rapazes.

Na estrada aproximadamente desde o ano de 1977, The Singles têm pisado grandes palcos e outros não sendo assim tão grandes tornaram-se míticos pela sua passagem.

A cada aparição dos cinco tudo é contaminado pelas bactérias virulentas do Rock n’ Roll, deixando toda um plateia ao rubro, extasiada num delírio total, cantando, gritando, dançando e pulando, querendo tocar e venerar cada um dos cinco elementos.

O Professor X teve uma visão, onde os sons graves e os agudos vivem juntos e se complementam fortalecendo a melodia musical. Na cave da sua mansão funciona um laboratório experimental dos sons mais graves, onde jovens aprendizes desenvolvem as suas técnicas e aprendem a dominar os seus graves poderes musicais. Por esta escola passaram nomes como, Steve Harris, Cliff Burton e James Hetfield, que depois ajudaram a humanidade a conhecer novas fronteiras musicais. Mestre em punk rock, grunge, heavy hard pop rock a sua experiência passa também pelo blues e pelo country. Nos seus momentos mais escuros e perturbados é visto por vezes, numa cadeira de rodas, a alta velocidade pelas ruas da cidade, mas sempre impecavelmente vestido! Senhoras e Senhores no baixo e voz... Professor X.

Responsável por solos imaculados, capazes de provocar um orgasmo ao mais insensível dos répteis, o grande guitarrista David Wolf, que durante muitos anos emprestou as cordas já ferrugentas das suas guitarras a pequenos aspirantes como Eric Clapton, Steve Vai ou mesmo o não mais conhecido Mark Knophler. Muito do que é a magia do rugido da guitarra elétrica se deve a este senhor.

Como um relâmpago divino por trás, mas não menos a frente da cortina sonora, eis que surge na bateria e nos coros não amplificados PN, com suas poderosas baquetas emitindo sons do além com ritmos frenéticos capazes de fazer estremecer as pedras da calçada.

Depois de muita persistência na divulgação do seu talento, escrevendo e compondo musicas para Led Zeppelin, David Bowie e até como o criador dos extintos The Hellacopters, o mestre dos back vocals e da guitarra ritmo, Mr. Layton revela em The Singles toda a sua grandiosidade musical, sendo assim mais uma pérola dos Singles.

Com uma vasta experiência em louças sanitárias, atoalhados, jogos de cama e terapias intensivas de Rock n’ Roll, para além de mestre de laboratório na conceção de químicos poderosíssimos para a cura de males do ouvido, sobejamente conhecido não só em Júpiter como até Saturno, Dr. Roque apresenta-se em The Singles como um feiticeiro, capaz de provocar o delírio de todos sem exceção. Da sua poderosa voz saem sons incríveis e vozes de espíritos como Freddy Mercury, Joe Strummer, Michael Hutchence ou mesmo de alguns seus discípulos vivos como Bono Vox, Robert Smith, Mick Jagger, Jack White, Peter Murphy ou até mesmo Ben Harper. É impressionante como Dr. Roque em cada aparição nos traz a ideia de que tudo na vida é singular e os Singles são prova disso.


Diz-se entre eles algo parecido com “...to the fuckin’ Singles, man...”, seja lá o que for que isto queira dizer para eles, eu repito “...to the fuckin’ Singles, man...”.
Posted on 06:06 by Mr. Layton and filed under | 0 Comments »